• Eduardo Augusto Melere

Auditoria Cooperativa: veio para ficar

A auditoria cooperativa, tipo de auditoria específico aplicado às cooperativas de crédito, já é um marco.

Projeto inovador do Banco Central do Brasil, a auditoria cooperativa está regulada pela Resolução CMN 4.887/2.021 e se aplica a todas as cooperativas de crédito, incluindo as centrais e confederações.

Muitas dúvidas pairavam sobre a abrangência deste projeto e hoje, com o amadurecimento dos envolvidos no processo: Banco Central, firmas de auditoria e cooperativas, é possível dizer que a auditoria cooperativa veio para ficar.


O escopo da auditoria cooperativa é extenso e específico. Somente firmas de auditoria cooperativa credenciadas pelo Banco Central podem executar este tipo de auditoria. O que confere ao trabalho melhor direcionamento e maior conhecimento vinculado.


A classificação das cooperativas de acordo com seu porte e complexidade de suas operações também foi considerada na formulação dos escopos de auditoria, de modo que cooperativas de operações menos complexas tendem a possuir escopo menos complexo, e cooperativa com operações mais complexas, possuirão escopos de acordo com esta complexidade de operações.


Anualmente o Banco Central comunica cada cooperativa sobre os escopos que deverão ser auditados no ano seguinte, de modo que as cooperativas devem fazer a contratação das firmas de auditoria, obrigatoriamente, até o dia 31/10.

O prazo está se esgotando. Se sua cooperativa ainda não contratou a firma de auditoria cooperativa para 2022, consulte a Linear Auditores.

Estamos entre as 8 primeiras firmas de auditoria do Brasil a conquistar o credenciamento e estamos aptos a prestar serviços de qualidade!


Por: Eduardo Augusto Melere